COLUNAS



MINHA CIDADE

com


Alexandre de Souza Metsger


Avatar Alexandre de Souza Metsger
Minha Cidade



Caro leitor, nessa edição início como colunista do Jornal Linha Popular, que sou fã há muitos anos, que tive a oportunidade de ser amigo de muitos que passaram por aqui, e ter a experiência de ler o jornal e ouvir a voz de quem escreveu. Antes de mais nada, vou me apresentar: me chamo Alexandre de Souza Metsger, tenho 34 anos, sendo 18 deles vividos nessa linda cidade que amo. Sou corretor de imóveis, técnico de edificações e hoje, presto minha colaboração com a cidade exercendo um cargo de diretoria na Prefeitura de Camboriú.

Nesses tempos modernos de incrível velocidade das informações, as redes sociais deram vez e voz a todos. Diariamente vemos nascer temas polêmicos de variadas áreas que sempre convergem para uma questão política e de administração pública, que se transformam em acaloradas discussões e conclusões, muitas vezes rasas, onde o ponto de vista quase sempre unilateral procura culpados através de soluções simplistas. Nessa coluna, quero compartilhar a experiência de trabalhar em um órgão público, abordar segundo meu ponto de vista problemas e soluções para nossa querida Camboriú e comentar sobre a polêmica do momento em nossa cidade.

Como é trabalhar na prefeitura? Pois bem, todo mundo que não vive alheio e vagante sobre as questões de sua cidade, sempre tem em mente aquela frase: Ah se fosse eu, faria tudo diferente! Confesso que eu também pensava assim, e continuo muitas vezes pensando, mas trabalhar na prefeitura me ensinou que coisas simples e práticas podem se transformar em longas e chatas burocracias que em sua maioria completamente necessárias. Calma, não estou justificando a demora em soluções por parte do poder público, é preciso democratizar e modernizar sim. 

Nos últimos 10 anos, Camboriú passou por uma incrível e acelerada transformação. Quando prestamos um pouco mais de atenção ao nosso redor, vemos o quanto a cidade cresceu, a quantidade de novos prédios, loteamentos e também o aumento acelerado da população. Hoje, temos cerca de 20 mil pessoas ou 33% a mais de moradores. Crescer é bom e a economia precisa disso para se sustentar, mas também precisamos crescer em infraestrutura, geração de empregos, estrutura social de educação, saúde e segurança.

Infelizmente, Camboriú não conseguiu acompanhar essa demanda. Estamos correndo contra o tempo para não gerar um caos social. Em geral, o poder público nunca está à frente dos problemas e apenas esboça reação quando eles aparecem, ineficiente em prever e se planejar para o futuro. Aqui não foi e não é diferente, questões macro sempre ficam para o amanhã. Nossos problemas sempre são os de ontem. As soluções são dadas como palavras ao vento e nunca vem acompanhada do ‘’o que fazer’’, ‘’como fazer’’ e ‘’quando começamos’’
.
Tem aquele ditado geralmente dito pelo incompetente “falar é fácil, quero ver fazer”, pois bem, não temos tempo para desculpas, é hora de criarmos as soluções!

Sobre Alexandre de Souza Metsger

Empresário


Sobre a Coluna

Minha Cidade

Por Alexandre Metsger


COMENTÁRIOS