COLUNAS



MINHA CIDADE

com


Alexandre de Souza Metsger


Avatar Alexandre de Souza Metsger
Jesus e a Pandemia




Crédito: Getty Images/iStockphoto


    Jesus Cristo de Nazaré é reconhecido tanto por cristãos como por muçulmanos, seja ele sendo o filho de Deus ou um grande profeta. A Grande marca de sua trajetória na Bíblia se dá pelos milagres por onde ele passava. A bíblia narra 37 milagres feitos por ele, não se sabe se essa é a quantia exata ou apenas os que aconteceram com presença de testemunhas que tomaram nota. A sua presença histórica se reafirma pelo credito de ser filho de Deus segundo os cristãos.
    A bíblia é repleta de acontecimentos onde a narrativa adotada pelo escritor faz referência a interferência direta de um ser superior, onde em momentos de necessidade uma oração ou uma súplica é atendida com manifestações sobrenaturais. O sobrenatural da bíblia ao meu ver é o principal motivo de devoção dos cristãos. Na minha trajetória religiosa passei pelas igrejas Assembleia de Deus, Luz da Vida e Presbiteriana, (a última por um curtíssimo tempo, então a excluo da minha análise) e o que pude notar é o que sempre dava destaque a um líder ou membro era a sua porção do ‘’sobrenatural’’, seja ‘’língua dos anjos’’ ou capacidade de transferência de uma ‘’unção’’ a quem se aproximava, mas os membros mais simples, tímidos e na sua maioria das vezes amorosos e caridosos pouco destaque tinham. A extravagancia é o ponto da questão.
    Pelo fato de não ter dificuldade em me comunicar, ter posições declaradas, nunca me foi difícil conseguir algum destaque, seja líder de grupos ou líder de jovens mesmo sem nenhuma formação teológica que me desse a real capacidade de ocupar tal posição.
    Não estou aqui para usurpar lugar de teólogo, tão pouco para declarar guerra à religião, continuo cristão, apegado as experiências particulares que são só minhas, entendendo que jamais serão base teológica para replicar.
    Nessa coluna não quero tratar dos problemas da religião (já não são mais meus), e sim tentar me comunicar com as pessoas bondosas, caridosas e de fé. O principal resultado de uma cultura religiosa é a fé, algo belo e capaz de nos motivar a viver. A fé é a cura para vários males, pessoas saem da depressão pela fé, pessoas encontram curas até mesmo físicas pela fé, deixam vícios pela fé. O salmo 91 é quase uma declaração de imunidade aos males terrenos, mas a realidade que vemos no dia a dia é um pouco diferente. Já são vários líderes religiosos sucumbindo a essa doença, tendo seus últimos dias de terrível sofrimento. E não acredito que Deus tenha prazer nesse sofrimento.
    Meu apelo nesse momento não é para abandonares tua fé, ou até mesmo ataca-la. Meu apelo nesse momento é para acreditar na ciência. O covid-19 não é uma ferramenta comunista para destruir a igreja, mas a ignorância sim. A ignorância está dizimando o verdadeiro templo, que são as pessoas, o corpo de Cristo. Já estamos chegando há 75 mil mortos, em um país predominante Cristão.
    Mercado, Banco, Transporte são essenciais para a sobrevivência... Você não vive sem comida, não compra comida sem dinheiro e não tem dinheiro sem trabalho. Não confunda as possíveis aglomerações que fazem parte da sobrevivência com um momento de lazer dentro da igreja. Deus, o ser amoroso, onipotente, onipresentes e onisciente sabe exatamente o momento que estamos passando, se Ele sabe de tudo, também sabe que é estupidez se aglomerar em um espaço fechado trocando respiração com várias pessoas potencialmente contaminadas, se ele é onipresente ele estará com você dentro da sua casa. Atos dos Apóstolos 7:48 fala que o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, logo nós é que somos o templo. A bíblia fala que também devemos amar o próximo como a nós mesmo, que tipo de amor se coloca em risco e coloca em risco o próximo?
    Para concluir faço dois apelos. Primeiro aos membros, fiquem em casa e preservem suas vidas e dos que vocês amam, vivemos um tempo peculiar, ir à igreja não vai ajudar. Aos pastores, não visitem seus membros, nem mesmo para santa ceia. Vocês não são imunes, passar álcool na mão e mascara não são uma barreira milagrosa, chegamos a ter estoque zerado de álcool nos mercados e isso não freou a pandemia. Jesus, o Deus onisciente e topo poderoso sabe o que estamos passando, não vai condenar a perdição seus filhos pelo tempo sem ceia. Ao fazer essa peregrinação casa por casa, se em apenas uma tiveres contato com alguém contaminado, no máximo vais passar para uma multidão. É um vírus, está no ar, nos moveis, nos ambientes onde há contaminados. Por amor ao próximo, vamos dar um tempo aos rituais religiosos. Ou seremos apenas pagãos em atos desesperados e sem o mínimo de lógica.
    Provérbios diz: O sábio teme e desvia-se do mal, mas o tolo é arrogante e dá-se por seguro. Jesus quando tentado a pular do pináculo do templo não o fez. Cuidar do corpo e da saúde é mandamento, visto q o corpo é templo do espírito santo. De fato, sabemos como pegar a doença e como evita-la, se você ignora isso, estais a pular do templo diariamente.

Um Grande abraço fraternal
Alexandre de Souza Metsger

Sobre Alexandre de Souza Metsger

Empresário


Sobre a Coluna

Minha Cidade

Por Alexandre Metsger


COMENTÁRIOS