COMUNIDADE

Moradora de Camboriú conquista direito de plantar maconha em casa para uso medicinal
Ana precisa do óleo de Canabidiol para amenizar as dores causadas por um tumor raro na medula óssea


Foto: redes sociais

A justiça concedeu para Ana Paula Brandão, moradora de Camboriú, o direito de plantar maconha em casa para prosseguir seu tratamento contra um tumor raro na medula óssea. Com o habeas corpus, Ana poderá plantar a erva em casa e extrair o óleo de Canabidiol (CBD). O medicamento ajuda no alívio das dores causadas pela doença.

A autorização concedida à Aana é a primeira do Vale do Itajaí. O advogado Jorge Lautert a ajudou na disputa na justiça. Nas redes sociais, Ana compartilhou a alegria da conquista:
 

O LP conversou com Edu, marido de Ana. Ele explicou que a extração do óleo será feita em casa mesmo, com os equipamentos adequados. Com essa liberação, o custo mensal do tratamento diminuirá bastante. Antes, Ana precisava comprar o medicamento e os gastos mensais eram de R$ 20 mil. Com a produção feita em casa, os gastos ficarão entre R$ 1.500 e R$ 2.000.  

Ajuda com equipamentos

Edu ressaltou que nesse primeiro momento, haverá um gasto maior para a aquisição dos equipamentos, solo e sementes necessários e específicos para o processo. E não é tão simples quanto parece. As plantas demoram, em média, três meses para florescer. E não pode ser qualquer planta. São necessárias sementes medicinais específicas importadas, com alto CBD e THC. ALém disso, são precisas 40 plantas para extrair toda medicação mensal.

 Edu ressaltou ainda que são necessários muitos cuidados, como controles de temperatura, umidade, ventilação, luz, solo, fertilizantes, vasos, painéis de iluminação especial de led e mais alguns equipamentos para extração, para que as plantas se desenvolvam corretamente e possa ser extraído o óleo medicinal necessário. 

O valor total para toda estrutura é de R$ 15 mil. Ana irá aceitar doações para conseguir comprar todo o necessário. Quem puder ajudar e quiser mais informações, pode entrar em contato pelo whats (47) 99150-1445 ou, se preferir, PIX 96573244087 (CPF) - Ana Paula Reis Brandão. Mais informações também @ajudeaanatmj.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



COMUNIDADE  |   20/01/2022 16h05





COMUNIDADE  |   20/01/2022 13h47


COMUNIDADE  |   20/01/2022 09h32