POLÍTICA

Vereadora cobra ações efetivas a respeito de animais soltos nas ruas de Camboriú
Inalda do Carmo Bednarski usa novamente a tribuna para que o Executivo possa resolver a situação


Foto: Divulgação

Na sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (08), a vereadora Inalda do Carma fará uma indicação a fim de solicitar ações mais efetivas na questão de cavalos soltos em vias urbanas de Camboriú. Esta é a segunda vez neste ano que Inalda usará a tribuna para falar sobre a situação. 

O problema com animais soltos acontece em vários pontos da cidade, trazem trazem diversos incômodos principalmente aos moradores do Jardim Europa que já sofrem com a situação há alguns anos. Cerca de 20 cavalos ficam soltos pelo loteamento, e segundo moradores, nenhum deles pertence a um morador do local. Relatos apontam que os animais já quebraram encanamentos, geraram acidentes de trânsito e com crianças, e também quase adentraram em residências. 

No começo deste mês, a vereadora Inalda levantou esta pauta na Câmara de Vereadores para que o Executivo tomasse uma providência. Ela relembrou que na gestão passada, os cavalos eram recolhidos, levados a um terreno da prefeitura e o dono era responsabilizado. 

Vereadora Inalda do Carmo Bednarski / Foto: Divulgação

A indicação 0646/2020 apresentada nesta terça-feira (08) diz que a vereadora solicita ao setor competente a fiscalização e ações mais efetivas na questão dos animais soltos, principalmente cavalos, nas ruas dos bairros no município.

Inalda aponta a falta de fiscalização como o principal problema nesta questão, pois acontece em muitos pontos da cidade. A vereadora conta que, coincidentemente, na última segunda-feira (07), quase bateu seu carro na Rua Luxemburgo, bairro Santa Regina, por causa de um cavalo que estava parado no meio da via. "Ele estava inerte no meio da chuva, e eu quase bati, ele se assustou também e quase gerou uma confusão", comenta. 
Para ela, além de aumentar a fiscalização, é necessário que volte a existir um local para levar esses animais e também a identificação dos proprietários para que possam ser responsabilizados e multados. "Eu não tenho competência para isso, quem tem é a secretaria da Agricultura e a do Meio Ambiente. Eles não estão fazendo nada.", diz e acrescenta que mesmo após as cobranças, a Prefeitura de Camboriú não realizou nenhuma ação para solucionar este problema.


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   27/06/2022 10h28





POLÍTICA  |   22/06/2022 16h07


POLÍTICA  |   20/06/2022 15h08