ESPAÇO DO LEITOR

Intolerância


Foto: Divulgação

 A mesma geração que, atualmente, levanta bandeiras e protesta em defesa da diversidade, mulheres, natureza, idosos e negros, são pais que esquecem os filhos no 'tablet' ou no computador não permitindo que os mesmos sejam crianças para não terem trabalho, se queixam do latido do cachorro do vizinho, tratam homossexuais com desprezo, brigam por uma vaga de garagem ou um carro estacionado no portão, levam seus idosos para o asilo, se alteram com um funcionário em um mau dia em um supermercado não aceitam nenhum tipo de crítica. Processam o patrão, o professor e até os pais se dizem o que eles não querem ouvir, não aceitam perder uma vaga em um processo seletivo. Defendem animais marinhos os mares e rios, mas não saem do fast food, do delivery do congelado. Reciclar o próprio lixo ou produzir menos é impossível.

O mundo acabou... quando deixamos de ver meninos de todas as raças e classes sociais felizes embarrados jogando bola no campinho de areia do bairro, quando a família deixou de se reunir a mesa aos domingos para conversar rir e ouvir as histórias dos avós, quando mudam de calçada ao ver um morador de rua, jogam fora seus animais de estimação e perderam o tempo de dar carinho e atenção aos idosos. Acabou quando trocam o arroz e o feijão da mãe por comida pronta, quando resolveram separar as raças com protestos anti racistas,  acabou por causa da intolerância...

Por Fátima Cristina


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ESPAÇO DO LEITOR  |   02/03/2022 15h02





ESPAÇO DO LEITOR  |   02/03/2022 14h46


ESPAÇO DO LEITOR  |   17/02/2022 10h56